terça-feira, 5 de outubro de 2010

Vitaminas B1, B2 e B6

No nosso blog, apresentaremos sobre algumas vitaminas do complexo B: a Tiamina (vitamina B1), Riboflavina(vitamina B2) e Piridoxina(vitamina B6).
COMPONENTES:
PAULA FLORENCE
BRENO ROGER
GABRIELLE KRAYCHETE
LAÍS LEITE
LUCAS COSTA

1ºH
Colégio Antônio Vieira

domingo, 3 de outubro de 2010

Vitamina B1 (Tiamina)

  As vitaminas do complexo B são sinérgicas, ou seja, mais potentes juntas do que quando usadas separadamente. A vitamina B1, ou Tiamina, tem papéis essenciais para o corpo e a mente das pessoas. Estimula o apetite, ajuda o desenvolvimento do corpo, o bom funcionamento do sistema nervoso, músculos e coração. A necessidade dessa vitamina aumenta durante enfermidades, estafa e em cirurgia. Além disso qualquer excesso é excretado não afetando muito na saúde do indivíduo.
   FUNÇÕES: Estimula o crescimento; ajuda na digestão, particularmente de carboidratos; aumenta a disposição mental; mantém o funcionamento normal do sistema nervoso, dos músculos e do coração; ajuda na manutenção do apetite; favorece a absorção de oxigênio pelo cérebro; faz respiração tecidual. Além disso, alivia dores, enjôos e auxilia no tratamento de doenças.
   DEFICIÊNCIA: Perda de memória, fraqueza muscular, distúrbios cardiovasculares e gastrointestinais, perda de apetite, depressão, perda de energia, nervosismo, instabilidade emocional. Produz a Beribéri (insuficiência cardíaca e manifestações nervosas), em geral, essa doença ocorre em indivíduos com dieta rica em glicídios e baixa em tiamina.
   Geralmente em alimentos com cores fortes que variam de vermelho, amarelo ou marrom, mas também com outras cores. Leite, arroz integral, aveia, amendoim, castanha-do-pará, nozes, lentilha, soja, cereais, carnes, fígado, presunto, peixes, lêvedo de cerveja, gema do ovo, pão integral, verduras e frutas. Álcool, cafeína e antiácidos destroem a vitamina B1.

RECOMENDAÇÃO: Se você fuma ou gosta de bebidas alcoólicas ou consome muito açúcar, precisa de uma quantidade maior de vitamina B1. Se você está grávida, no período de amamentação ou tomando pílula anticoncepcional, tem uma maior necessidade dessa vitamina. Se está em momento de ansiedade, estafa, enfermidade ou período pós-cirúrgico, as doses diárias de vitaminas do complexo B, que inclui a tiamina, devem ser aumentadas. Evite ingerir antiácido ou cafeína após as refeições, estará perdendo a tiamina que conseguiu do alimento.


Alimentos ricos em vitamina B1:
 

Vitamina B2 (Riboflavina)

A vitamina B2  faz parte do complexo B, ou seja, o conjunto das vitaminas hidrossolúveis (aquelas que são solúveis em água )e que estão geralmente associadas ao mecanismo de oxidação dos alimentos. O seu nome científico é Riboflavina ou  Lactoflavina.
No organismo humano essa vitamina  metaboliza as gorduras, carboidratos e proteínas,proporciona cabelos e unhas saudáveis,auxilia na cicatrização, ajuda no crescimento e na reprodução , beneficia a visão,alivia o cansaço dos olhos e participa na produção de glóbulos vermelhos.
A sua falta pode provocar irritação nos lábios e na mucosa bucal, inflamação da língua, intolerância à luz e acúmulo de seborréia em torno das pálpebras, asas do nariz e orelhas. Além disso, a carência da Riboflavina pode provocar perturbações digestivas, depressão nervosa, diminuição da vitalidade e predisposição para desordens mentais.
As principais fontes da vitamina B2 são: laticínios, carnes, cereais, integrais, verduras, leite, ovo, fígado de vaca de porco e carneiro, levedura de cerveja, amendoim, nabo, couve, vagem, acelga, espinafre, leite e seus derivados.
Segundo o site Saúde na rede, aquelas pessoas que consomem em pouca quantidade carnes vermelhas ou laticínios devem aumentar a dose e também é recomendado que a vitamina B2 seja ingerida junto com as vitaminas B6, C e a niacina.

Exemplos:

Vitamina B6 (Piridoxina)

Qual a função da vitamina B6?
  • Vitamina B6 é necessária para o metabolismo de certas proteínas
  • O sistema nervoso também necessita de vitamina B6 para funcionar bem
  • Ajuda o sistema de imunização do corpo
  • Ajuda no controle dos níveis de glicose no sangue
Quais são os riscos do excesso de vitamina B6?
O excesso de vitamina B6 pode causar danos nos nervos dos braços e pernas. O excesso de ingestão de vitamina B6 ocorre geralmente quando a pessoa faz uso de suplementos de vitamina B6. O quadro é reversível, parando o consumo desses suplementos.
Quais são as conseqüências da carência de vitamina B6?
Deficiência de vitamina B6 está relacionada com pessoas que tem uma dieta de qualidade baixa. Os sintomas da deficiência de vitamina B6 somente aparecem depois de longos períodos de dieta pobre em vitamina B6. Os sintomas mais comum são inflamação da pele, depressão, tontura e convulsões. Pode também causar anemia. Esses sintomas também podem estar relacionados a outros quadros clínicos, então faz-se necessário consultar um médico a fim de determinar se esses sintomas são realmente devido à carência de vitamina B6.
Alimentos ricos em vitamina B6
Batata, banana, peito de frango, semente de girassol, salmão, atum abacate etc.

A vitamina B6 desempenha um papel fundamental na conversão da proteína que é consumida em aminoácidos formadores de músculos. Além disso, ela ajuda a manter a disponibilidade de energia e a formação de importantes neurotransmissores (como a serotonina) e na manutenção de um sistema imunológico saudável. É um importante precursor para a manutenção do bem-estar físico e mental.
Principalmente por causa do seu papel no metabolismo da proteína, praticantes de atividades físicas e esportistas que desejam aumentar a massa muscular, por meio do consumo de uma dieta rica em proteínas, podem se beneficiar muito se mantiverem níveis adequados de vitamina B6.
O impacto que a vitamina B6 tem nos níveis positivos de neurotransmissores, especialmente de dopamina e de epinefrina, não deve ser menosprezado, pois todo desempenho é originada da mente. Todos os praticantes de atividades físicas e esportistas se beneficiam nesse aspecto, do consumo de vitamina B6.
A vitamina B6 ajuda na formação de vários neurotransmissores, e por isso é um nutriente essencial para a regulação dos processos mentais e, possivelmente, do humor. Alguns médicos defendem a alimentação como fonte exclusiva de vitamina B6. Outros médicos acreditam que a maioria das dietas não fornece os níveis adequados dessa vitamina. Pessoas com problemas no fígado possuem um maior risco de deficiência dessa vitamina, [1] assim como alcoólatras, idosos, mulheres que tomam contraceptivos orais e pessoas com síndrome de fadiga crônica. [2]
Como a vitamina B6 aumenta a biodisponibilidade do magnésio, estes nutrientes muitas vezes são ingeridos juntos.
Pode-se obter a vitamina B6 por meio do consumo de alimentos ricos nesta substância, dentre os quais se destacam a batata com pele, banana, peito de frango, espinafre, tomate, abacate, salmão, atum, farelo de trigo, amendoim, dentre outros. Pode-se ainda obter a vitamina B6 por intermédio da suplementação. A vitamina B6 é mais comumente suplementada como parte de um complexo B, no entanto, também pode ser consumido através um suplemento puro em B6.

Quadro comparativo entre as vitaminas B1, B2 e B6

VitaminaB1 (Tiamina)B2 (Riboflavina)B6 (Piridoxina)
Função no organismo:garantir o bom funcionamento do coração, sistema nervoso e dos músculos e auxiliar as células no metabolismo da glicoseessencial na síntese do dinucleótido de flavina-adenina (FAD) e do mononucleótido de flavina (FMN), dois cofatores enzimáticos essenciais no funcionamento de enzimas importantes em diversas vias metabólicas.ajuda no metabolismo dos aminoácidos e ajuda no crescimento para o metabolismo do triptofano e para a sua conversão em niacina
Onde se encontra:ervilha, feijão, peixe, amendoim, linhaça, laranja e pão integral, por exemploalimentos como leite, carne, cereais em grão, ervilhas e semente de girassolaveia, leite, aves, carne de boi, atum, banana e arroz integral, por exemplo.
Deficiência da vitamina causa:avitaminose, incluindo a Síndrome de Wernicke-Korsakoff e o beribériProvoca rachaduras nos cantos da boca e nariz, estomatite, coceira e ardor nos olhos, inflamações das gengivas com sangramento, língua arroxeada, pele seca, depressão, catarata, letargia e histeria.A deficiência dessa vitamina é incomum, mas existem certos medicamentos que podem diminuir as concentrações plasmáticas da piridoxina, como a Desoxipiridoxina (um anti-metabolito eficaz),  Isoniaside (uma droga tuberculostática) e Hidralazina (um anti-hipertensor)
Fórmula químicaC12H17N4OSC17H20N4OC8H11NO3

Entrevista com nutricionista sobre a importância das vitaminas.

1- Quais são as diferenças entre as vitaminas B1, B2 e B6 ?

Vitaminas são compostos orgânicos necessários em pequenas quantidades para o funcionamento adequado do nosso organismo e, NÃO são fonte de Calorias!!!
As vitaminas do complexo B, dentre elas a vitamina B1 ou Tiamina, a vitamina B2 ou Riboflavina e a vitamina B6 ou Piridoxina são vitaminas hidrossolúveis, ou seja, solúveis em água (o que aumenta sua perda quando utilizamos como forma de preparo dos alimentos o cozimento em água). A Tiamina desempenha papel essencial no nosso organismo no que se refere ao metabolismo dos carboidratos e na função neural. A Riboflavina, no nosso organismo, desempenha papel importante no metabolismo tanto dos carboidratos como das proteínas e lipídios, além de auxiliar na nossa proteção antioxidante. A Piridoxina tem seu papel essencialmente relacionado ao metabolismo das proteínas e neurotransmissores em nosso organismo.


2- Você poderia explicar o que é avitaminose e hipervitaminose e quais as consequências em cada vitamina?

A “avitaminose” seria a deficiência da vitamina no nosso organismo e a “hipervitaminose” o seu consumo em excesso, sua toxicidade.
A deficiência da tiamina, doença conhecida como beribéri, caracteriza-se por anorexia e perda de peso, bem como alterações cardíacas e neurológicas. Sua toxicidade, em doses maiores que 100 vezes o que precisamos, produzem dores de cabeça, convulsões e alterações cardíacas.
Os sintomas da deficiência da riboflavina no nosso organismo (somente após meses de sua privação) são primeiro oftalmológicos, como a fotofobia (sensibilidade a luz), queimação e coceira nos olhos, perda da acuidade visual, seguidos de fissura dos labios e língua roxa e inchada. Não há registro sobre nenhuma dose oral dessa vitamina capaz de causar efeitos toxicos.
A deficiência da piridoxina vem acompanhada de sintomas dermatológicos e neurológicos como insônia e fraqueza. A toxicidade, ou seu consumo em excesso, é muito raro e produz sintomas semelhantes a sua deficiência no organismo.


3- Cite alimentos específicos de cada vitamina (b1, b2 e b6).

Os alimentos ricos em tiamina são: fígado, cereais integrais (como o arroz integral, trigo e milho), carne e leguminosas (como o feijão, lentilha e grão de bico). 
Os alimentos ricos em riboflavina são: fígado, leite e derivados, ovos, espinafre, feijão, soja.
Os alimentos ricos em piridoxina são os mesmos citados para a tiamina.






4- Quais conceitos uma nutricionista usa para fazer uma dieta?

Alimentação equilibrada deve ser quantitativamente suficiente, qualitativamente completa, harmoniosa em seus componentes e adequada à sua finalidade (nutrir e manter a vida) e a fase da vida a que se destina.


5- O que você recomenda para uma dieta saudável?

v     Evite pular as refeições, devemos fazer 6 refeições ao dia: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia.
v     Coma devagar, mastigue bem os alimentos e evite comer na frente da TV.
v     Aumente e varie o consumo de verduras, legumes e frutas. Coma-os pelo menos 5 vezes por dia.
v     Consuma pelo menos uma vez ao dia leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico), no mínimo 4 vezes na semana.
v     Diminua a quantidade de sal na comida.
v     Prefira alimentos grelhados, assados e/ou cozidos. Evite alimentos fritos.
v     Evite o consumo de refrigerantes.
v     Evite o consumo de bolos, biscoitos recheados, sobremesas, salgadinhos, salgados, enlatados e embutidos.
v     Beba pelo menos 2 litros (6 a 8 copos) de água por dia.
v     Pratique atividade física por pelo menos 30 minutos, no mínimo 3 vezes na semana.


6- Fale um pouco sobre a tese que está defendendo no doutorado.

Minha dissertação de mestrado e a tese de doutorado falam sobre o aumento do excesso de peso (obesidade e sobrepeso) em crianças em idades escolar e pré-escolar, ou seja, o excesso de peso começando cada vez mais cedo na população. Hoje, os estudos já mostram as conseqüências da obesidade na população adulta, como o aumento das doenças crônico-degenerativas, dentre elas as doenças cardiovasculares, o diabetes tipo 2, a hipertensão e as dislipidemias e o risco elevado de adolescentes obesos continuarem obesos na fase adulta.
Especificamente no doutorado, o que estou estudando agora é como o peso de nascimento dos bebês, pode ter influencia no aumento do risco dessa criança ter excesso de peso. Com isso, eu e a equipe com quem trabalho, pretendemos verificar se o cuidado da criança desde quando ela ainda esta na barriga da mãe pode auxiliar também na prevenção da obesidade infantil.


Thais Costa Machado
Nutricionista - CRN-BA 2425
Especialista em Saúde, Nutrição e Alimentação Infantil - UNIFESP
Mestre e Doutoranda em Saúde Pública - FSP/USP
e-mail: thaiscmnut@gmail.com

Fontes

FONTES:
http://www.saudenarede.com.br/vitaminas/vitamina_b1.html
http://emedix.uol.com.br/vit/vit015_1f_vitaminab1.php
http://vitaminas.netsaber.com.br/index.php?c=46
http://www.todabiologia.com/saude/vitamina_b1.htm
http://www.alimentacaosaudavel.org/Vitamina-B1.html
BIO (volume único) Sônia Lopes
http://www.loja.jardicentro.pt/images/horticolas/jardicentro_sementes_nabo_greleiro_s_cosme_legitimo.jpg
http://www.portalhojemaisbonito.com/images/ftCarneHome02.jpg
http://www.saudenarede.com.br/vitaminas/vitamina_b2.html
http://cinebistrot.files.wordpress.com/2007/12/queijo-classificacao.jpg
http://www.brazuka.info/vitamina-b6.php

http://www.wikipedia.com.br/

http://www.corpoperfeito.com.br/ce/vitamina_b6

http://chubbyvegan.net/wp-content/uploads/2010/09/Ma%C3%A7%C3%A3.jpg

http://4.bp.blogspot.com/_RCZNvpSvqnA/SKCjY2wWPbI/AAAAAAAAAFE/E7m4mAJsKWY/s200/laranja.jpg

http://linux.alfamaweb.com.br/sgw/banco_de_imagens/piodecimo/1804_ovo_quebrado.bmp

http://serfranco.files.wordpress.com/2008/05/leite_p.jpg

http://cinebistrot.files.wordpress.com/2007/12/queijo-classificacao.jpg

http://4.bp.blogspot.com/_NXgsp0_bA6s/SoXiBGUkVOI/AAAAAAAADFs/9DIxZ10ua8Q/s320/banana.jpg